Luna a criadora do mindim

CARTILHA

CARTILHA
solicite, também em Livros de Luna Di Primo clic na imagem

Pensador

Pesquisar este blog

acompanhe por email

GRATIDÃO A TODOS QUE PARTICIPAM DA MINHA VIDA

Aqui, duas vidas se misturam e se separam ao mesmo tempo: nasci uma pessoa, apenas, e assim segui até que a escritora poetisa apareceu e se assumiu, sentou e assentou-se, tomou o seu lugar. Daí para hoje tantas águas nos banharam. Águas frescas, quentes, mornas ou pelando corpo e alma; águas frias, gélidas a nos levar à hipotermia. E assim caminhamos por estradas tantas e de tantos pisos como terra batida, terra fofa, cascalhos, pedras, piche, lama e tantos outros trechos. Quero deixar aqui minha sempre gratidão a todos que participam dessa história com visitas de tantos países, de tantos lugares, aos meus blogues. Obrigada pelas estimadas presenças. Prosperidade, amor, paz e alegria a todos, é meu desejo!

NO MUNDO ANIMAL



E velha cobra
Aloureia obra
Da largartixa
Que também lixa
... Muito engraçado

Eva caiu
Depois sumiu
Buraco negro
Eu? Danço allegro
...Imaculado

Que grite o mundo
Saco sem fundo
Cobra que fuma
No rabo em suma
...Tá declarado




POEMA VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc

2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres.

3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.

4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe e devem ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe e a última estrofe deve concluir o tema.

5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.: as 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem, se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes, ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.

http://ineifran.blogspot.com.br/






4 comentários:

  1. Bom dia.
    Achei muito válido o poema varano e quero parabenizar o Ineifran por sua criação.
    Assim como adorei o Mindim, também gostei do Varano, e estou aqui driblando o meu tempo para que se dê um pouquinho pra mim...kkk.
    Confesso que ainda não entrou na minha "cachola" as regras, mas se o tempo me permitir, estudarei na integra.
    Um beijo e sucesso aos dois amigos.
    Ivany

    ResponderExcluir


  2. Llevo unos días alejada de mi residencia habitual y se me hace costoso compaginarlo todo al mismo tiempo. Pero antes de finalizar el día del amor y la amistad, quisiera darte las gracias por estar siempre acompañándome con la ternura de las palabras, que me hacen sentir muy afortunada por encontrarnos paseando por las colinas de este espacio virtual.

    Miles de besos
    Y miles de razones
    Para sentirse muy feliz
    Abrazando la magia de San Valentín.

    Y mil disculpas por mi parte,
    Si hoy es un día ualquiera para ti...

    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir
  3. Vir aqui é sempre ter uma aula de poesia! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Bem interessante... rsrs... bjamor

    ResponderExcluir

ACADÊMICA

ACADÊMICA

ACADEMIA

ACADEMIA

Prêmio

Prêmio

Prêmio

Prêmio

PREMIO

PREMIO

Graça

Graça

super

super

premio

premio

opb

opb

clique na imagem para ver

Agua límpida @ Fonte abençoada @ Luz e Paz eu bebo


POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES

POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES.