Luna a criadora do mindim

CARTILHA

CARTILHA
solicite, também em Livros de Luna Di Primo clic na imagem

Luna Di Primo Criadora do MINDIMg+

Pensador

Pesquisar este blog

acompanhe por email

Quem sou eu

Minha foto

Escritora e Poetisa amante da natureza

CARTA PARA UMA CRIATURA FALSA


Que bom que a natureza me livrou de você, também, criatura leviana e idiota. Eu bem quero lhe chamar do que tenho vontade: imbecil! Isso mesmo! Não é porque morreu que vou modificar minha forma de lhe enxergar, pois é, exatamente, assim que se mostrou a mim. Uma criatura imbecil; falsa até com a família; e nem cônjuge respeitava e bem ao contrário, expunha a pobre pessoa ao ridículo, quando todos sabiam da sua existência e você de paquera e até com amantes virtuais. Isso foi que eu vi, agora, me ponho a imaginar o que não vi. Que horror! E, ainda se dava ao desplante de rir de outras pessoas, fazer chacota e covardemente ridicularizar sem dar a chance para um retorno. É... Só de rir de outros já é demonstrado o valor do caráter. Aquela pessoa que não quis conversa com você percebeu, logo, a sua laia e tratou de manter distância... Falsa com cônjuge, falsa com família, falsa com amigos e até com inimigos. Me lembro de você dizer: ‘não tô nem aí, pra ninguém...’ E não estava, mesmo, pois, colocava amante como amante de alguém que você dizia ser - essa pessoa – a melhor amiga, quando na verdade o amante era seu. Dizem que, quando a pessoa está, demasiadamente, desvalorizando a vida que recebeu com ações de desdém, Deus a retira da vida para protegê-la de si mesma. Me pergunto se foi isso que aconteceu consigo. Mas, nem me importa o que seja. Dei-lhe confiança mais do que mereceu. Mas, você enganava bem. Era fácil cair na sua conversa. Não era tão importante, até por ser como era; era tão desprezada e quase um zero à esquerda. Gente sem timbre, era o que você era. Uma criatura volúvel e traiçoeira, que se fazia importante e de caráter ilibado. Para começar, quem trai pessoa a quem jurou fidelidade, já nem pode se autodenominar de caráter ilibado. E não há justificativa que justifique. Gostei que tenha ido embora, também. Pena que, ainda, ficam algumas negras criaturas da sua turma; deveriam ir no vácuo da sua partida, pois são outras inúteis pessoas inúteis. Essas conseguem ser piores que você, pois, além de imbecís, ainda, perseguem, copiam e intrigam outras pessoas. Sentir-me-ei livre... Riu de mim? Hoje rio de você e rirei, também, das outras pessoas que junto com você, riram de mim. Vocês despertaram meu lado negro, para ser usado com vocês mesmos. Então, sinta meu prazer em saber que você não mais existe, aqui, na terra; mais uma que deixou a terra livre de sua nefasta presença. No mínimo deve estar se amantizando pelos umbrais da morte.













Agua límpida @ Fonte abençoada @ Luz e Paz eu bebo


clique na imagem para ver

POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES

POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES.