Luna a criadora do mindim

CARTILHA

CARTILHA
solicite, também em Livros de Luna Di Primo clic na imagem

Pensador

Pesquisar este blog

acompanhe por email

GRATIDÃO A TODOS QUE PARTICIPAM DA MINHA VIDA

Aqui, duas vidas se misturam e se separam ao mesmo tempo: nasci uma pessoa, apenas, e assim segui até que a escritora poetisa apareceu e se assumiu, sentou e assentou-se, tomou o seu lugar. Daí para hoje tantas águas nos banharam. Águas frescas, quentes, mornas ou pelando corpo e alma; águas frias, gélidas a nos levar à hipotermia. E assim caminhamos por estradas tantas e de tantos pisos como terra batida, terra fofa, cascalhos, pedras, piche, lama e tantos outros trechos. Quero deixar aqui minha sempre gratidão a todos que participam dessa história com visitas de tantos países, de tantos lugares, aos meus blogues. Obrigada pelas estimadas presenças. Prosperidade, amor, paz e alegria a todos, é meu desejo!

PODREROSOS


Eu sempre digo que o respeito é o equilibrador das ações.

Porém, a maioria das pessoas – físicas e jurídicas - nem sabe do que se trata essa palavra.

Apesar de ser uma empresa desprezada pela maioria que se julga intelectual, a rede globo, assim como todo o emaranhado globo, gozou de uma posição de relativo respeito, em determinado tempo.

Apesar de todo o falatório que envolve a integridade da empresa, sempre a olhei com respeito e considerei a sua história. Muito li sobre essa empresa, mas, jamais me liguei aos seus atos, em tempo real.

Até que comecei a acompanhar suas ações políticas, um tanto antes desta última eleição, devido a fato que chamou minha atenção. E nessa eleição não gostei das graças dos irmãos Marinho. O pai era mais inteligente e responsável, talvez, por isso tenha construído um império que parece desmoronar nas mãos da administração atual: não tem gabarito para tal envergadura.

Infelizmente.

Muitas pessoas dependem dessa estrutura para sua sobrevivência. Mas, seus administradores não estão, com certeza, preocupados com isso. A preocupação desses está em continuar com suas brigas de mariquinhas com quem os contraria. Sim, já não foi suficiente o que aprontaram com o, então, candidato Jair Messias Bolsonaro, na campanha rumo à Presidência da República.

A eleição se concretizou com a vitória de Jair Messias Bolsonaro, hoje, Presidente do Brasil e os irmãos Marinho não acordaram para a realidade pós eleição. Sim, continuam como se, ainda, fossem as crianças Marinho, que faziam a sujeira e papai Marinho ia limpar.

Pois! Os três patinhos, oh, não, falha minha, as crianças Marinho continuam a brincar com o PRESIDENTE DO SEU PAÍS, como fizeram com o, antes, candidato.

Brincadeiras pesadas de crianças que não receberam a educação devida ou correta. Brincadeiras abusivas de quem quer descontar alguma coisa. Lembrando aqueles moleques que correm atrás de outros para bater. A lembrar “RIXA”.

Ações que jamais seriam atitudes de sérios empresários.

Infelizmente, junto com essas ações depreciativas em referência ao PRESIDENTE DO BRASIL - essa “revanche”, ansiosamente, procurada significará a total bancarrota do emaranhado Marinho.

É o que pedem os irmãos Marinho. E que assim seja!

Uma das coisas que desprezo nessa vida é chacota - que os “atrasados” denominam como humor.

Os Marinhos conseguiram alcançar o meu desprezo com suas abomináveis ações.

O universo é inenarrável e sua ação é uma só: colocar tudo no seu devido lugar, na hora exata.

É!





DIGNOS DE REPULSA






Que pobreza vergonhosa é a vontade ou a ação da vingança. Uma briga chula e unilateral. A perseguição pelo não querer e pelo perder. A vingança pela derrota que jamais se aceita.

Assim os brasileiros, na sua maioria, vêm acompanhando o desfecho da luta política, recentemente, travada no Brasil, para a principal cadeira do poder – a Presidência. Apoio de um lado – apoio de outro lado. Apoio na verdade – apoio na mentira. Possíveis conchavos, de baixo nível, em nome da desmoralização daquele que recebeu a glória na disputa.

Já que não existiam motivos para atacar o vencedor – e não foi falta de escarafunchar – aparece ‘do nada’ a movimentação bancária de um ex-assessor do filho; amigo do pai – só faltou o ‘Espírito Santo’ - para entrar na má onda, criada.

Coaf, quem sabe o que é?

Pois!

A dita grande imprensa trouxe à tona como GRANDE FURO a movimentação de um ex-assessor de um eleito senador. Que furo! Agora, sim, pegaram Ele. Ele? Ele quem?

Ele quem? Ora, ora, ninguém mais, ninguém menos que o Presidente do Brasil! Sim, o candidato que bateu de frente com a má e podre imprensa. Não sabe qual? Sabe, sim! Estamos no ano de 2019.

Em pleno século 21 a imprensa brasileira é uma vergonhosa latrina. Em pleno século 21 descobre-se os órgãos ligados à política em meio a uma porcaria.

No lugar da união que deve acontecer para bem do conjunto ergue-se uma onda incalculável de rancor, mediocridade e vingança.

Aqueles que se colocam como os mais, mostram-se, vergonhosamente, uns despeitados. Uns míseros perdedores! Uns reles e ambiciosos cavucadores!

“arrudeia, arrudeia, arrudeia”







Arquivo do blog

Agua límpida @ Fonte abençoada @ Luz e Paz eu bebo


clique na imagem para ver

POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES

POSSO NÃO SER GRANDE MAS ESTOU ENTRE ELES.